3 Carros Esportivos e Econômicos

A potência dos carros vem sempre com uma relação de serem beberrões. Mas graças a evolução da tecnologia coligada a exigência do mercado automotivo para modelo mais eficientes temos hoje carros que são bem potentes e ao mesmo tempo tão econômicos quanto um modelo comum.

Abaixo 3 modelos esportivos que provavelmente devem ser mais econômicos que muitos modelos brasileiros:

3. Nissan 370z:
nissan-370z
Adorado não só por japosenes, o 370z também é conhecido como Nissan Fairlady e seu motor V6 é capaz de mandar o modelo da inércia a 100 Km/h em 5,2 segundos, produzir 332 cavalos de potência. E mesmo com toda essa cavalaria, o modelo faz modestos 8,1 Km/L na cidade e 11,1 na estrada.

2. Audi TT:
audi-tt

Um dos ícones da Audi, também não deixa a desejar na performance: motor é um 4 cilindros 2.0 capaz de desenvolver bons 211 cavalos de potência, 0 a 100 km/h em 5,3 segundos e seu custo vai de 8,5 km/L na cidade a 12,8 Km/L na estrada.

1. Ford Mustang:
ford-mustang

Ok, sabemos que carros músculo, ou nesse caso um pony car não seja assim exatamente um exemplo de bom consumo, mas o Mustang pode se orgulhar de possuir um belo motor V6 capaz de produzir 305 cavalos de potência, ir de 0 a 100 Km/h em 5,8 segundos e ainda fazer por volta de 8,5 Km/L na cidade e 13,2 Km/L na estrada!

Menção Honrosa ao Chrysler 300:
chrysler-300

Ok, não é um esportivo mas vale pela “mágica” feita no motor, que por sinal também vai para seus irmãos maiores, da linha Hellcat: motor HEMI V8 6.4 e produz mais de 460 cavalos de potência. O motor porém é dotado de uma tecnologia chamada “Interactive deceleration fuel shut off”, ou como iDFSO. Ela consiste em “desligar” metade do motor quando percebe que não é necessária muita potência. Ou seja, quando não é necessária toda a cavalaria de quase 500 cavalos, o motor “desliga” 4 pistões, fazendo o consumo cair drasticamente: 14 Km/L na cidade e 23 Km/L na estrada.

Fonte e Fotos: Elhombre

Como Chegam os Importados no Brasil?

Por navio. Avião acaba triplicando o valor da importação, então essa opção é só para endinheirados. Além de já caros, os importados tem diferentes portos de entrada pelo Brasil, dependendo aonde a marca é mais forte e sua estratégia de distribuição: de acordo com a Car and Driver, a regra geral é usar o porto mais próximo de seus centros de logística ou de futuras instalações. Confira abaixo e no mapa onde cada fabricante encomenda seus importados:

  • Itapoá (SC): BMW e Mini.
  • Paranaguá (PR):  Volkswagen (sul, sudeste e centro oeste).
  • Rio de Janeiro (RJ): Chrysler, Dodge, Fiat. Jeep, Nissan, Peugeot e Citroën.
  • Rio Grande (RS): Chevrolet.
  • Salvador (BA): JAC.
  • Santos (SP): Fiat, Honda, Mercedes Benz, Mitsubishi, Suzuki, Ferrari, Masserati, Rolls Royce e Lamborghini.
  • Suape (PE): Volkswagen e Chevrolet (norte e nordeste).
  • Vitória (ES): Audi, Chery, Hyundai, Jaguar, Land Rover, Toyota, Lexus, Kia, Volvo e Porche.
  • Uruguaiana (RS): Toyota (Hilux e SW4).

carros_importados_brasil

Fonte: Car and Driver