Feliz Natal!

carro_natal-edit

Que esse natal seja especial, com muita paz e com uma torcida para que 2017 venha com muito mais otimismo, carros e experiências surpreendentes!

Anúncios

Dória Aumenta Riscos nas Marginais

Joao Dória Jr, prefeito eleito da cidade de São Paulo, depois de voltar atrás em diversas promessas, apresentou terça, dia 22, uma das “soluções” a promessa de voltar as velocidades da marginal Tiete e Pinheiros da capital.

Antes dos resultados das eleições, um dos principais chamarizes da campanha de Dória era a volta das velocidades das Marginais, 90 km/h para Expressa, 70 km/h nas centrais e 60 km/h nas locais. Uma vez eleito, e diante de pressões de vários setores, Dória voltou atrás mencionando que as marginais teriam velocidades diferentes em determinados trechos.

Agora a novidade foi colocar uma das faixas de rolamento com velocidade diferente das demais. Ficaria, então, 90 Km/h na pista expressa, 70 km/h na pista central e 60 km/h na pista central sendo uma das faixas a velocidade de 50 km/h. Para veículos pesados, 60 km/h tanto na pista expressa quanto na central e 50 km/h na pista local.

infografico-folha_1

Pegadinhas:

Apesar das velocidades teoricamente voltarem ao normal, as “pegadinhas” ficam em trechos que se julga mais perigosos, como curvas acentuadas. Nesses pontos, as velocidades na expressa volta a ter 70 km/h e a central 60 km/h. Além dessa, uma das faixas da pista local ficará numa velocidade mais lenta que as demais, 50 km/h.

Em outras palavras haverá uma “safra” enorme de velocidades diferentes, e é claro que seus respectivos radares já estarão calibrados para multar as pessoas que esqueceram que a velocidade voltou a ser a antiga num determinado trecho ou aquelas que não sabiam que tinham que diminuir pra entrar numa das faixas da pista local. Especialistas já apontam críticas e aumento tanto da gravidade quanto do número de acidentes.

infografico-folha_2

Infográficos: Folha de São Paulo

Carros de Dilma, Temer e Cunha


dilma-fiatCom tantas mudanças na politica do país, vale a pena lembrar quais carros que as principais figuras políticas chegaram a declarar em suas últimas eleições.

Dima Rousseff (PT):
A presidente afastada declarou na época da eleição que possuia um Fiat Tipo, modelo 1996 avaliado em R$ 30.642.

Michel Temer (PMDB):
O então presidente declarou possuir um Audi A3 2003 blindado, avaliado em R$ 282.000 e um Chevrolet Vectra Elite 2006 avaliado em R$ 50.000.

Eduardo Cunha (PMDB):
Da reportagem, o mais fã de carros: na lista declarou um Toyota Corolla 2007 (R$ 60.000), um Ford Edge 2012 (R$ 120.000), um Ford Fusion 2006 (R$ 60.000), e um belo Porche Cayenne (R$ 429.000) em nome da sua empresa, jesus.com.br

Quer saber de outros como Suplicy, Aécio ou o Alckmin? Confira na matéria completa do Estadão.

Atualização do Autopilot Punirá Motoristas Desatentos

autopilot
Nova atualização mira na segurança

A nova atualização do sistema semi-autônomo da Tesla, o Autopilot virá com uma função que punirá motoristas desatentos, chamada “procedimento de aborto” segundo a Eletrek, um blog dedicado a temas de sobre mobilidade e eletricidade.

Segundo o site, o procedimento funciona da seguinte forma: se o motorista não obedece a instrução de colocar a mão no volante após 15 segundos, o sistema entra em ação, redizindo o volume do rádio do carro e reduzindo consideravelmente a velocidade do carro até que o piloto volte a colocar as mãos no volante. Após isso, o Autopilot só poderá ser acionado novamente uma vez que o carro estiver parado e colocado em modo de estacionamento (park). É um modo de penalizar quem usa o sistema de forma perigosa e irresponsável e também pode salvar vidas caso o motorista esteja incapacitado de dirigir enquanto o Autopilot estiver ligado. O modo autônomo da Mercedes Benz classe E também tem uma função bem parecida que faz o carro parar e ligar o pisca alerta.

Outras atualizações incluem melhorias e possibilidade de guiar o carro em saidas de estradas, usando apenas através das luzes de direcionamento (setas). Isso é possivel graças a melhorias em seus dispositivos de mapeamento. Não ha data definida para que a atualização esteja disponível.

Fonte: Autoblog
I
magem: Cnn

Mecanismo Anti Furto da Rolls Royce

rolls.gifO “espírito do êxtase”, simbolo da Rolls Royce possui um mecanismo anti-furto que é rapidamente “escondido” quando se mexe com ele.

Fonte:Sploid

Dicas para Economicar Combustível

Fonte: Velocidade.org
Fonte: Velocidade.org

Um ótimo post do Ricardo Arcuri, do blog Velocidade trás verdades muitas vezes ignoradas por nós no trânsito e pode ajudar muito a economizar combustível. Afinal, com essas altas nos preços do etanol e da gasolina, qualquer medida que vise economizar é bem vinda:

  1. Rotacionar pouco: “Diferente do conceito dos carros mais antigos, de se passar a marcha na rotação que o motor permite, podemos movimenta-lo por um intervalo de rotações mais amigável. Ou seja, passar a marcha na menor rotação possível. Quanto menos o motor rodar, menos ciclos de injeção de combustível teremos e, assim, menor consumo.”
  2. Descendo e/ou Parando Engrenado: “Os motores equipados com injeção eletrônica possuem um comando chamado cutoff. Ele é responsável por cortar a injeção de combustível no motor em situações em que não esteja sendo acelerado (entende-se que o motor é usado como freio). Existem duas situações onde esse advento pode ser bem aproveitado. O primeiro, o mais óbvio, é na descida, onde o consumo momentâneo é zero. Uma segunda situação, que costumo usar bastante ao ver um semáforo fechando mais a frente, é começar a reduzir as marchas, uma por uma, sem o uso do freio. Assim, o freio-motor vai vagarosamente diminuindo a velocidade do carro. E por usá-lo como freio, o consumo também será zero durante esse procedimento.”
  3. Cuidados com a Embreagem:
    • “Parou na subida, segura no freio de mão ou no de pé. Mas devido à próxima instrução, melhor ficar no de mão.
    • Na hora de sair, faça que nem a auto-escola ensina: engate a marcha, faça o carro querer se mover e então solte o freio de mão. Com esse procedimento, existe uma segunda economia do sistema. Saindo no freio de pé, o carro desce um pouquinho. Com isso, é necessário vencer a aceleração contrária e a inércia para sair do zero. Já saindo no freio de mão, é necessário vencer apenas a inércia para iniciar o movimento. Menos esforço, mais economia!”
  4. Alimentar Bem: “se não alimentar bem nosso veículo, ele vai se sentir mal, andar fraco. Por isso, é muito importante abastecer com combustível de qualidade, seja álcool, gasolina ou até o diesel. (…) para carros flex, usem sempre o fator 0,7 na divisão álcool/gasolina, para ver quem está valendo a pena. Se esse fator estiver abaixo, use álcool. Senão, parta para a gasolina.”

 

BAC Mono: Para as Pistas e Para as Ruas

Corrida ou Rua? Os dois!
Corrida ou Rua? Os dois!

O BAC Mono é o sonho de qualquer fã de automobilismo. Esqueça as Ferraris, Lamborghinis e até Porches (pelo menos por um momento): isso porque ele é um carro de rua, mas com um enorme pedigree das pistas, isso pra não falar que é um Formula 3 com faróis, para-choques e lanternas, homologado (na Inglaterra) para rodar entre os carros “mortais”. O principal objetivo para quem tem um carro destes é a pista: e poder ir e voltar sem se preocupar em como levar o bólido.

BAC significa Briggs Automotive Company, e é sediada em Liverpool, Inglaterra. A Companhia foi fundada em 2009 pelos irmãos Briggs, mirando consumidores entusiastas das pistas, com o objetivo de transmitir a eles a experiência pura de se pilotar um monoposto de corrida. O Mono começou a ser produzido em 2011, fruto da parceria de engenheiros de várias empresas, dentre elas, Crosworth, Hewland, Sachs, AP e Pneus Kumho.

O Mono possui um motor 2.3 litros Ford Duratec, 4 cilindros, da Crosworth e é capaz de produzir cerca de 285 hp. Ele é montado longitudinalmente na parte central traseira do carro, afim de melhorar a estabilidade e trazer seu equilíbrio mais perfeito ao carro. O BAC ainda possui uma transmissão de 6 velocidades sequencial de marchas, herdada da Fórmula 3 desenvolvida pela Hewland, podendo fazer as trocas em incríveis 35 milissegundos (0,035 segundos). Nessa especificação, o modelo é de tração traseira, pode ir de 0 a 100 km/h em apenas 2,8 segundos e tem uma velocidade máxima de 274 km/h. Não parece muita coisa, mas se for comparar, o Mono faz 0-100 km/h mais rápido que uma Ferrari 458 Itália (devido ao seu peso baixo, apenas 600 kg). A distribuição de peso tem como objetivo de manter o carro com um centro de gravidade baixo, seu sistema de suspensão foi feito exclusivamente pela Sachs para esse modelo, e são totalmente ajustáveis, como já nos conhecemos nos Fórmulas, por exemplo. E, para frear tudo isso, os freios a disco ventilado em todas as rodas. Seus pneus, também exclusivos, feitos para a rua, fabricados pela Kumho.

bac mono
Mono em seu “habitat” natural: a pista!

ABS? Controle de tração? Airbag? Esqueça isso!

Para dar um toque a mais na exclusividade, cada veículo ainda é construído de acordo com o tamanho de seu proprietário. Logo, tamanho do assento, o alcance do pedal, a posição do volante são todas modificadas para ficarem de acordo com as necessidades ergonômicas de seus proprietários.

E "disfarçado" entre os mortais
E “disfarçado” entre os mortais

E para que essa fera possa sair por aí em qualquer rua inglesa, foram adaptadas lanternas, lâmpadas de direcionamento, de ré, de posição e de freio. Isso sim è um verdadeiro carro de corrida!

Fotos: Wikipedia; AutoExpress; SuperVettura